O que é SEO: como funciona e como é aplicado nos sites?

e-consulters hospedagem de site com velocidade e desempenho
O que é SEO: como funciona e como é aplicado nos sites?

Se você ainda não sabe o que é SEO, provavelmente já ouviu falar sobre ele. Não é verdade?

Pois bem, ele é uma peça fundamental para que um site/blog se posicione bem nos resultados de busca.

O bom posicionamento no ranking de busca do Google faz com que um site possa ter mais acessos orgânicos, quanto mais o site estiver dentro dos padrões do SEO melhor serão os resultados alcançados. 

Para você ter uma ideia sobre a importância da otimização de sites, todos os meses mais de 100 bilhões de pesquisas são realizadas.

Entretanto, apenas os sites que estão dentro dos padrões exigidos pelo Google conseguem aparecer entre os primeiros resultados orgânicos, ou seja, as técnicas de SEO aplicadas no site são responsáveis por definir o seu sucesso na internet. 

Por este motivo, é fundamental aplicar as técnicas necessárias, mas se você ainda não conhece essas estratégias não se preocupe, nesse artigo vamos falar sobre o que é SEO, como ele pode ajudar o seu site e como aplica-lo corretamente. 

O que é SEO?

O SEO (Search Engine Optimization) ou em português, Otimização para Mecanismo de Buscas são ações e estratégias que quando aplicadas ajudam os sites a se posicionarem melhor no ranking de busca orgânica dos buscadores.

Ao conquistarem esse objetivo os sites empresariais ou não conseguem ter mais acessos orgânicos, conseguem vender mais, expandir a marca e conquistar novos clientes.

Por este motivo, a otimização SEO deve ser aplicada em todos os sites, para que assim eles consigam alcançar o seu objetivo. 

Como o SEO funciona nos sites?

A otimização SEO funciona com a aplicação de fatores de ranqueamento que ajudam os sites a se posicionarem melhor nos resultados de busca, sem a aplicação desses fatores não seria possível alcançar os objetivos.

Existem diversos fatores de ranqueamento e os mais importantes para os sites são:

  • Qualidade do conteúdo
  • Backlinks
  • Autoridade de domínio
  • Engajamento
  • Sinais sociais

A aplicação desses fatores é determinante para o bom resultado do site nas buscas orgânicas. 

Como otimizar o site corretamente?

A otimização de sites é dividida em duas categorias: SEO on-page e SEO off-page.

SEO on-page:

  • Qualidade do conteúdo

O conteúdo publicado no site deve ser de qualidade para o público-alvo.

  • Estrutura do conteúdo 

O conteúdo deve seguir a estrutura de organização de H1 para o titulo e H2 para subtítulo.

  • URL amigável

Para que o link do seu site seja confiável ele deve ser otimizado com a palavra-chave do seu conteúdo, por exemplo, meusite.com.br/marketing-digital evitando que o link tenha caracteres duvidosos como meusite.com.br/marketing124+3de.

  • Velocidade do carregamento das páginas

A página quando leva mais do que 3 segundos para carregar faz com que usuários desistam de acessar o seu site, e consequentemente aumente a taxa de rejeição do seu site. 

Por isso, a otimização das páginas é algo fundamental para garantir a boa experiência dos usuários.

  • Otimização de imagens 

As imagens que fazem parte do seu conteúdo devem ser otimizadas com a palavra-chave usada no conteúdo. 

SEO off-Page:

Essa otimização é realizada na parte externa do site e funciona da seguinte forma:

  • Backlinks

Os backlinks são links em outros sites relevantes apontados para o seu. Quanto mais links apontando para o seu site melhor será a sua autoridade, o Google entende os links como se fossem votos de confiança.

  • Autoridade de domínio 

A autoridade de domínio significa que seu site está ativo há algum tempo, quanto mais velho é o domínio melhor será o ranqueamento do site. 

Entretanto, é preciso produzir conteúdo de qualidade sempre para que esse fator seja relevante.

Conclusão 

Agora que você entendeu o que é SEO e como ele pode ajudar os sites a se posicionar nos resultados de busca, comece agora mesmo a otimização do seu site. 

Comece aplicando as técnicas principais que foram explicadas nesse artigo e depois estude novas técnicas, assim o seu site sempre estará dentro dos padrões exigidos pelos mecanismos de busca. 

Hospedagens de sites mais baratas do Brasil – 5º Episódio – Hostinger (+Cupom de Desconto)

No quinto episódio da série Hospedagens de sites mais baratas do Brasil apresentamos as características e valores do plano Single da Hostinger. Aguardem novas dicas em nossos próximos vídeos!

Aproveite também o cupom de desconto exclusivo do Guia do Host. Você vai ter mais 7% de desconto utilizando o cupom GUIADOHOST no momento de contratar um plano na Hostinger.

Veja todos os cupons de desconto que nossos parceiros oferecem clicando aqui.

Como encontrar a melhor hospedagem para meu site?

Colocar um site na internet não é algo tão difícil quanto era no passado. Hoje, contamos com uma série de serviços de hospedagem que oferecem planos bastante atrativos. No entanto, como saber qual deles escolher?

O serviço de hospedagem é responsável por hospedar os arquivos que fazem o seu site funcionar. Uma escolha errada nesse momento pode fazer com que as suas páginas não carreguem corretamente, saiam do ar com frequência ou recursos importantes estejam faltando para você.

É por isso que você precisa pensar muito bem ao tomar essa decisão tão importante sobre a presença digital da sua empresa. E é nisso que este artigo irá ajudar.

Veja abaixo a lista de critérios que você deve levar em consideração ao escolher a melhor hospedagem para o seu site:

1. Tipo de hospedagem

Existem diferentes tipos de hospedagem, cuja escolha deve ter um impacto na sua decisão sobre qual serviço contratar.

É o caso de optar por uma hospedagem compartilhada (mais recomendada para empresas pequenas e sites pessoais), a hospedagem VPS e a hospedagem dedicada (ambas indicadas para quem espera receber mais tráfego).

2. Velocidade

Você precisa de um site veloz se deseja impactar positivamente o público que visita o seu site. Poucas pessoas têm paciência de esperar muito tempo para que as páginas carreguem, então certifique-se de escolher uma hospedagem para o seu site que traga velocidade.

Para isso, basta consultar o representante de vendas do provedor considerado e experimentar a performance dos principais sites que ele hospeda

3. Disponibilidade

Ficar de olho na disponibilidade prometida pelo serviço de hospedagem é outro critério importante para a hora de tomar a sua decisão. Também chamado de uptime, esse critério deve ficar em torno de 99,9%.

Caso essa informação não exista ou o número esteja abaixo do recomendado, talvez seja melhor considerar outra alternativa. Afinal, você não quer que o seu site viva fora do ar, certo?

4. Avaliações de clientes

Não há nada melhor do que depoimentos de quem realmente usa um serviço para atestar a qualidade dele. Procure saber da satisfação dos clientes atuais dos serviços de hospedagem que você está considerando contratar.

Aproveite e consulte o histórico das empresas em portais como o Reclame Aqui. Dessa forma, não só você poderá ver a percepção do público como também de quais formas a empresa responde a ela.

5. Facilidades extras

A maioria dos serviços de hospedagem da atualidade oferecem recursos extras para ganharem a preferência dos consumidores. Eles podem ser decisivos para o sucesso do seu site ou não fazer nenhuma diferença na sua escolha; tudo dependerá das suas necessidades.

Por exemplo, algumas empresas têm um serviço de instalação e manutenção de sistemas como o WordPress ou Joomla. Outra possibilidade é terem um bom número de contas de e-mail disponíveis, serviço de suporte 24 horas, entre outros.

Agora você já sabe como escolher o melhor serviço de hospedagem para o seu site. O próximo passo é avaliar as suas opções levando em conta os critérios deste artigo e, assim, contribuir para o sucesso da sua presença na internet.

Veja a lista de hospedagens de sites que o Guia do Host preparou para você comparar e escolher.

Fique por dentro de mais dicas como essas e saia na frente de seus concorrentes quando o assunto é tecnologia. Cadastre o seu e-mail no blog e receba as nossas novidades de forma instantânea!

Cheque como está a propagação DNS de um domínio pelo mundo

E-Consulters

A ferramenta whatsmydns.net permite fazer uma rápida checagem da propagação DNS de um domínio em diversos países ao mesmo tempo.

Você pode testar as alterações feitas em domínios novos ou existentes e validar se a alteração foi feita corretamente. Isso dá a você uma visão imediata de como os usuários podem resolver os registros DNS do seu site, e-mail ou outro serviço online globalmente.

O que é DNS e como funciona?

O Domain Name System (DNS) é um sistema usado para converter um nome (como guiadohost.com) em um endereço IP (como 192.168.2.1), que é usado por computadores para se comunicar em uma rede como a Internet.

Ao visitar um site, seu dispositivo solicita o endereço ao servidor DNS local. Se você não visitou recentemente o site, será necessário encaminhar a solicitação para o servidor responsável por gerenciá-lo.

Depois que um resultado é retornado, ele é armazenado localmente em um cache DNS para acelerar solicitações futuras. O tempo de armazenamento depende do Time to Live (TTL) configurado.

O que é propagação de DNS?

Propagação de DNS é o termo comumente usado para verificar o estado atual de um DNS ou zona DNS através do mundo. Uma alteração nestes registros pode levar alguns minutos ou até mesmo dias para propagar em todos os servidores de internet.

Após uma alteração nos registros DNS de seu site, após uma troca de empresa de hospedagem por exemplo, pessoas ao redor do mundo podem ver uma versão diferente dele, oscilando entre os dois provedores de hospedagem, até que a propagação esteja concluída.

Quais registros DNS podem ser verificados?

Você pode realizar verificações de tipos de registro comuns no whatsmydns.net, incluindo:

  • A – O tipo mais comum, usado para apontar para um endereço IP.
  • CNAME – Nome canônico ou alias, normalmente direcionam para endereços web (google.com por exemplo)
  • MX – Mail Exchanger, são usados ​​para definir servidores de e-mail e suas prioridades.
  • NS – Nameserver, estes armazenam os nameservers autorizados, comumente utilizados para direcionar o domínio para determinado serviço de hospedagem.
  • TXT – É uma entrada de texto, normalmente utilizada para alguma confirmação de propriedade ou configuração de serviços, como SPF, DKIM e DMARC.

Os tipos de registros adicionais que podem ser verificados no whatsmydns.net e geralmente são utilizados em configurações mais avançadas incluem: AAAACAAPTRSOA e SRV.