O que é SEO: como funciona e como é aplicado nos sites?

e-consulters hospedagem de site com velocidade e desempenho
O que é SEO: como funciona e como é aplicado nos sites?

Se você ainda não sabe o que é SEO, provavelmente já ouviu falar sobre ele. Não é verdade?

Pois bem, ele é uma peça fundamental para que um site/blog se posicione bem nos resultados de busca.

O bom posicionamento no ranking de busca do Google faz com que um site possa ter mais acessos orgânicos, quanto mais o site estiver dentro dos padrões do SEO melhor serão os resultados alcançados. 

Para você ter uma ideia sobre a importância da otimização de sites, todos os meses mais de 100 bilhões de pesquisas são realizadas.

Entretanto, apenas os sites que estão dentro dos padrões exigidos pelo Google conseguem aparecer entre os primeiros resultados orgânicos, ou seja, as técnicas de SEO aplicadas no site são responsáveis por definir o seu sucesso na internet. 

Por este motivo, é fundamental aplicar as técnicas necessárias, mas se você ainda não conhece essas estratégias não se preocupe, nesse artigo vamos falar sobre o que é SEO, como ele pode ajudar o seu site e como aplica-lo corretamente. 

O que é SEO?

O SEO (Search Engine Optimization) ou em português, Otimização para Mecanismo de Buscas são ações e estratégias que quando aplicadas ajudam os sites a se posicionarem melhor no ranking de busca orgânica dos buscadores.

Ao conquistarem esse objetivo os sites empresariais ou não conseguem ter mais acessos orgânicos, conseguem vender mais, expandir a marca e conquistar novos clientes.

Por este motivo, a otimização SEO deve ser aplicada em todos os sites, para que assim eles consigam alcançar o seu objetivo. 

Como o SEO funciona nos sites?

A otimização SEO funciona com a aplicação de fatores de ranqueamento que ajudam os sites a se posicionarem melhor nos resultados de busca, sem a aplicação desses fatores não seria possível alcançar os objetivos.

Existem diversos fatores de ranqueamento e os mais importantes para os sites são:

  • Qualidade do conteúdo
  • Backlinks
  • Autoridade de domínio
  • Engajamento
  • Sinais sociais

A aplicação desses fatores é determinante para o bom resultado do site nas buscas orgânicas. 

Como otimizar o site corretamente?

A otimização de sites é dividida em duas categorias: SEO on-page e SEO off-page.

SEO on-page:

  • Qualidade do conteúdo

O conteúdo publicado no site deve ser de qualidade para o público-alvo.

  • Estrutura do conteúdo 

O conteúdo deve seguir a estrutura de organização de H1 para o titulo e H2 para subtítulo.

  • URL amigável

Para que o link do seu site seja confiável ele deve ser otimizado com a palavra-chave do seu conteúdo, por exemplo, meusite.com.br/marketing-digital evitando que o link tenha caracteres duvidosos como meusite.com.br/marketing124+3de.

  • Velocidade do carregamento das páginas

A página quando leva mais do que 3 segundos para carregar faz com que usuários desistam de acessar o seu site, e consequentemente aumente a taxa de rejeição do seu site. 

Por isso, a otimização das páginas é algo fundamental para garantir a boa experiência dos usuários.

  • Otimização de imagens 

As imagens que fazem parte do seu conteúdo devem ser otimizadas com a palavra-chave usada no conteúdo. 

SEO off-Page:

Essa otimização é realizada na parte externa do site e funciona da seguinte forma:

  • Backlinks

Os backlinks são links em outros sites relevantes apontados para o seu. Quanto mais links apontando para o seu site melhor será a sua autoridade, o Google entende os links como se fossem votos de confiança.

  • Autoridade de domínio 

A autoridade de domínio significa que seu site está ativo há algum tempo, quanto mais velho é o domínio melhor será o ranqueamento do site. 

Entretanto, é preciso produzir conteúdo de qualidade sempre para que esse fator seja relevante.

Conclusão 

Agora que você entendeu o que é SEO e como ele pode ajudar os sites a se posicionar nos resultados de busca, comece agora mesmo a otimização do seu site. 

Comece aplicando as técnicas principais que foram explicadas nesse artigo e depois estude novas técnicas, assim o seu site sempre estará dentro dos padrões exigidos pelos mecanismos de busca. 

O que é um sitemap e porque ele é importante para seu site?

Hospeda Meu Site

Se você possui ou mantém um site, não seria ótimo se você recebesse visitantes frequentes que encontrassem satisfação em obter exatamente as informações de que precisam em sua página?

Em 2005, o mecanismo de busca Google lançou o Protocolo Sitemap 0.84, projetado para usar o formato XML.

Um sitemap é uma forma de organizar um site, identificando as URLs e os dados de cada seção. Anteriormente, os sitemaps eram voltados principalmente para os usuários do site. No entanto, o formato XML do Google foi projetado para os motores de busca, permitindo-lhes encontrar os dados de forma mais rápida e eficiente.

O novo protocolo de sitemap do Google foi desenvolvido em resposta ao tamanho e complexidade crescentes dos sites. Os sites de negócios geralmente continham centenas de produtos em seus catálogos; enquanto a popularidade dos blogs levou os webmasters a atualizarem seu material pelo menos uma vez por dia, sem falar nas ferramentas populares de comunidades, como fóruns e redes sociais. À medida que os sites ficavam cada vez maiores, era difícil para os mecanismos de pesquisa rastrearem todo esse material.

Por meio do protocolo XML, os motores de busca podem localizar as URLs de forma mais eficiente, otimizando o rastreamento do site ao colocar todas as informações em uma única página. O arquivo XML também resume a frequência com que um determinado site da Web é atualizado e registra a última vez que alterações foram feitas.

Sitemaps XML não eram, como algumas pessoas pensavam, uma ferramenta para otimização de mecanismo de busca. Não afeta a classificação, mas permite que os mecanismos de pesquisa façam classificações e pesquisas mais precisas. Ele faz isso fornecendo os dados que um mecanismo de pesquisa precisa e colocando-os em um lugar – bastante útil, visto que existem milhões de sites para explorar.

Para encorajar outros mecanismos de pesquisa a adotarem o protocolo XML, o Google o publicou sob a licença Attribution/ShareAlike Creative Commons. Seus esforços valeram a pena, pois o Yahoo e a Microsoft decidiram utilizar também o protocolo, que foi atualizado para o Sitemap 0.9, além disso patrocinaram conjuntamente o www.sitemaps.org, um site para explicar o protocolo. Esta foi uma boa notícia para os proprietários de sites e um sinal elogiável de cooperação entre concorrentes conhecidos.

O reconhecimento compartilhado do protocolo XML significa que os desenvolvedores de sites não precisam mais criar diferentes tipos de sitemaps para os diferentes mecanismos de pesquisa. Eles podem criar um único arquivo para envio e atualização quando fizerem alterações no site. Isso simplifica todo o processo de ajuste e expansão de um site.

Com essa mudança, o formato XML logo se tornou um recurso padrão em toda a criação e desenvolvimento de sites. Os próprios webmasters começaram a ver os benefícios que esse arquivo oferece. Os mecanismos de busca classificam uma página de acordo com a relevância de seu conteúdo para palavras-chave específica, mas antes do formato XML, havia casos em que esse conteúdo não era apropriadamente selecionado. Agora por meio do arquivo XML seu site será visto pelos principais mecanismos de busca.

Atualmente a maioria dos sistemas para criação de blogs e sites já criam seu sitemap automaticamente, porém se precisa de ajuda com isso existem vários sites que criam um sitemap em arquivo XML de maneira fácil para você, precisando apenas inserir o seu domínio.

Veja um exemplo de sitemap.

Nos links abaixo estão as dicas e instruções dadas pelos principais buscadores sobre como facilitar a localização de seu sitemap para eles.

Google https://developers.google.com/search/docs/advanced/sitemaps/build-sitemap#addsitemap
Binghttps://www.bing.com/webmasters/help/how-to-submit-sitemaps-82a15bd4