Entenda como o NGINX pode otimizar sites que necessitam de alta performance

e-consulters site com mais velocidade e desempenho

logo nginx

O que é NGINX?

NGINX  é um software de código aberto para servidores web, proxy reverso, cache, balanceamento de carga e streaming de mídia – e é amplamente utilizado por sua arquitetura leve de alto desempenho

O que é o servidor NGINX?

O servidor NGINX é um servidor web gratuito e de código aberto. Ele roda em sistemas operacionais Linux/Unix de 64 bits e é amplamente utilizado para sites de alto desempenho devido à sua arquitetura leve em comparação com os servidores Apache. Neste artigo, forneceremos informações básicas sobre o NGINX, exemplos de configuração e quais módulos são necessários para determinados recursos do seu site. Também responderemos a perguntas frequentes sobre os servidores NGINX e forneceremos soluções práticas para problemas comuns encontrados na web.

Mais sobre o servidor NGINX

Nginx é um servidor web de alto desempenho com uma arquitetura leve. Ele é executado em sistemas operacionais Linux/Unix de 64 bits e é amplamente usado para sites de alto tráfego porque pode lidar com mais conexões simultâneas do que os servidores Apache. O Nginx demonstrou superar o Apache em benchmarks, especialmente ao servir arquivos estáticos.

O arquivo de configuração do NGINX está localizado em /etc/Nginx/Nginx.conf e contém diretivas que controlam a operação do servidor. Os módulos NGINX estão localizados no diretório /usr/lib64/Nginx/modules. Os módulos mais utilizados são:

  • core – funcionalidade básica do Nginx
  • SSL – fornece suporte SSL
  • proxy – habilita o suporte a proxy reverso
  • geo – habilita o suporte de geolocalização
  • event – ​​habilita o modelo de programação orientado a eventos

Existem muitos outros módulos disponíveis, e a lista muda com frequência. Você pode encontrar uma lista atual de módulos NGINX no wiki do NGINX.

Como funciona o servidor NGINX?

NGINX é um poderoso software de servidor web que pode lidar muito bem com grandes volumes de tráfego. Também é de código aberto e de uso gratuito. Neste artigo, veremos como o NGINX funciona e alguns de seus benefícios.

O NGINX usa um modelo de mestre-trabalhador no qual um processo mestre delega tarefas a processos de trabalho. O NGINX é geralmente usado como um software de servidor web que pode lidar muito bem com grandes volumes de tráfego, mas também é capaz de atuar como proxy reverso e balanceador de carga.

Um dos principais benefícios do NGINX é sua capacidade de lidar com um grande número de conexões simultâneas. Ele pode fazer isso usando uma variedade de técnicas, como manter as conexões abertas por longos períodos de tempo ou, alternativamente, usando programação orientada a eventos. Nesta última abordagem, novas solicitações são recebidas pelos processos de trabalho quando necessário.

O NGINX também é capaz de fornecer conteúdo estático com muita rapidez e eficiência, pois pode fornecê-los diretamente da RAM se eles tiverem sido armazenados em cache antes ou servidos a partir de um dispositivo de armazenamento, como um SSD. O NGINX tem seu próprio sistema de cache chamado FastCGI, que também é usado pelo PHP.

O NGINX funciona na maioria dos sistemas operacionais do tipo Unix e demonstrou ter um bom desempenho mesmo sob cargas muito altas, tornando-o um servidor web favorito para muitas empresas de hospedagem e grandes sites como Facebook e Wikipedia, que recebem milhões de acessos por dia.

Concluindo, o NGINX é um software de servidor web poderoso e versátil que possui muitos benefícios em relação a outras opções, como o Apache. É de código aberto e de uso gratuito, pode lidar muito bem com grandes volumes de tráfego e também é capaz de fornecer conteúdo estático com rapidez e eficiência. Se você está procurando um servidor web que seja confiável e possa lidar com altas cargas, então o NGINX é uma ótima escolha.

Benefícios de usar o servidor NGINX

O NGINX é um servidor proxy reverso de código aberto que possui recursos para resolver seus problemas de hospedagem. É conhecido por sua velocidade, confiabilidade e rico conjunto de recursos.

Hoje em dia é preferido pela maioria dos hosts da web porque permite lidar com mais tráfego em uma única máquina enquanto reduz a utilização de recursos. A razão pela qual o NGINX é usado com mais frequência do que o Apache é que ele permite uma melhor utilização da memória e uma melhor velocidade de carregamento de páginas da web.

O NGINX, pronunciado como Engine X, foi lançado por Igor Sysoev em 2002. Desde então, teve um tremendo crescimento. Há muitos benefícios de usar o servidor NGINX, veja abaixo:

É mais rápido que Apache e LiteSpeed. O NGINX foi projetado de tal forma que envia a resposta de volta ao cliente somente após o carregamento completo de todos os componentes desse arquivo na memória, enquanto no caso do Apache, cada módulo é carregado na memória separadamente quando necessário. Isso resulta em uma melhor utilização dos recursos, tornando seu site mais rápido. É mais eficiente em termos de recursos. Ele usa uma quantidade menor de RAM e não requer reinicializações frequentes.

É escalável. Você pode adicionar ou remover servidores web NGINX de acordo com o tráfego do seu site e seu desempenho não será afetado. O NGINX Plus suporta servidores web populares com um gateway de API para tráfego de entrada e suporte comercial.

Ele suporta balanceamento de carga e reverte a funcionalidade de proxy imediatamente sem instalar nenhum software adicional. Ele vem com uma ampla gama de recursos de sistema sem extensão quando comparado a outros servidores.

Ele suporta os protocolos HTTP, HTTPS, SMTP, POP3 e IMAP para comunicação entre servidores web e clientes. Requer autenticação de servidor HTTP externo e um balanceador de carga HTTP com arquitetura assíncrona.

Ele pode ser facilmente integrado a vários softwares de terceiros, como o WordPress, o que permite executar seu blog com mais eficiência no servidor NGINX.

Não tem problemas de licenciamento. Ele é licenciado sob a licença BSD, o que significa que é gratuito para uso comercial e não comercial.

Ele pode ser usado como um proxy HTTP ou de correio, um proxy reverso ou um servidor Web FastCGI.

Conclusão

O servidor NGINX é um servidor web por HTTP que lida com solicitações de entrada para um site. O NGINX é o servidor HTTP de alto desempenho mais popular em uso atualmente, com um aumento significativo de participação desde 2015.

NGINX significa Engine X. Ele foi criado inicialmente por Igor Sysoev e agora é desenvolvido ativamente por uma comunidade de cerca de centenas de programadores. O principal objetivo do NGINX é ser um servidor web, mas também pode atuar como proxy reverso e cache HTTP, tornando-o bastante flexível para que seu uso vá além de meramente servir páginas web.

Atualmente, o NGINX é usado por mais da metade dos 1.000 principais sites do mundo, portanto, você o encontrará em praticamente todos os datacenters. O NGINX é reconhecido por seu desempenho, estabilidade, rico conjunto de recursos, configuração simples e baixo consumo de recursos.

O que é SEO: como funciona e como é aplicado nos sites?

e-consulters hospedagem de site com velocidade e desempenho
O que é SEO: como funciona e como é aplicado nos sites?

Se você ainda não sabe o que é SEO, provavelmente já ouviu falar sobre ele. Não é verdade?

Pois bem, ele é uma peça fundamental para que um site/blog se posicione bem nos resultados de busca.

O bom posicionamento no ranking de busca do Google faz com que um site possa ter mais acessos orgânicos, quanto mais o site estiver dentro dos padrões do SEO melhor serão os resultados alcançados. 

Para você ter uma ideia sobre a importância da otimização de sites, todos os meses mais de 100 bilhões de pesquisas são realizadas.

Entretanto, apenas os sites que estão dentro dos padrões exigidos pelo Google conseguem aparecer entre os primeiros resultados orgânicos, ou seja, as técnicas de SEO aplicadas no site são responsáveis por definir o seu sucesso na internet. 

Por este motivo, é fundamental aplicar as técnicas necessárias, mas se você ainda não conhece essas estratégias não se preocupe, nesse artigo vamos falar sobre o que é SEO, como ele pode ajudar o seu site e como aplica-lo corretamente. 

O que é SEO?

O SEO (Search Engine Optimization) ou em português, Otimização para Mecanismo de Buscas são ações e estratégias que quando aplicadas ajudam os sites a se posicionarem melhor no ranking de busca orgânica dos buscadores.

Ao conquistarem esse objetivo os sites empresariais ou não conseguem ter mais acessos orgânicos, conseguem vender mais, expandir a marca e conquistar novos clientes.

Por este motivo, a otimização SEO deve ser aplicada em todos os sites, para que assim eles consigam alcançar o seu objetivo. 

Como o SEO funciona nos sites?

A otimização SEO funciona com a aplicação de fatores de ranqueamento que ajudam os sites a se posicionarem melhor nos resultados de busca, sem a aplicação desses fatores não seria possível alcançar os objetivos.

Existem diversos fatores de ranqueamento e os mais importantes para os sites são:

  • Qualidade do conteúdo
  • Backlinks
  • Autoridade de domínio
  • Engajamento
  • Sinais sociais

A aplicação desses fatores é determinante para o bom resultado do site nas buscas orgânicas. 

Como otimizar o site corretamente?

A otimização de sites é dividida em duas categorias: SEO on-page e SEO off-page.

SEO on-page:

  • Qualidade do conteúdo

O conteúdo publicado no site deve ser de qualidade para o público-alvo.

  • Estrutura do conteúdo 

O conteúdo deve seguir a estrutura de organização de H1 para o titulo e H2 para subtítulo.

  • URL amigável

Para que o link do seu site seja confiável ele deve ser otimizado com a palavra-chave do seu conteúdo, por exemplo, meusite.com.br/marketing-digital evitando que o link tenha caracteres duvidosos como meusite.com.br/marketing124+3de.

  • Velocidade do carregamento das páginas

A página quando leva mais do que 3 segundos para carregar faz com que usuários desistam de acessar o seu site, e consequentemente aumente a taxa de rejeição do seu site. 

Por isso, a otimização das páginas é algo fundamental para garantir a boa experiência dos usuários.

  • Otimização de imagens 

As imagens que fazem parte do seu conteúdo devem ser otimizadas com a palavra-chave usada no conteúdo. 

SEO off-Page:

Essa otimização é realizada na parte externa do site e funciona da seguinte forma:

  • Backlinks

Os backlinks são links em outros sites relevantes apontados para o seu. Quanto mais links apontando para o seu site melhor será a sua autoridade, o Google entende os links como se fossem votos de confiança.

  • Autoridade de domínio 

A autoridade de domínio significa que seu site está ativo há algum tempo, quanto mais velho é o domínio melhor será o ranqueamento do site. 

Entretanto, é preciso produzir conteúdo de qualidade sempre para que esse fator seja relevante.

Conclusão 

Agora que você entendeu o que é SEO e como ele pode ajudar os sites a se posicionar nos resultados de busca, comece agora mesmo a otimização do seu site. 

Comece aplicando as técnicas principais que foram explicadas nesse artigo e depois estude novas técnicas, assim o seu site sempre estará dentro dos padrões exigidos pelos mecanismos de busca. 

Como encontrar a melhor hospedagem para meu site?

Colocar um site na internet não é algo tão difícil quanto era no passado. Hoje, contamos com uma série de serviços de hospedagem que oferecem planos bastante atrativos. No entanto, como saber qual deles escolher?

O serviço de hospedagem é responsável por hospedar os arquivos que fazem o seu site funcionar. Uma escolha errada nesse momento pode fazer com que as suas páginas não carreguem corretamente, saiam do ar com frequência ou recursos importantes estejam faltando para você.

É por isso que você precisa pensar muito bem ao tomar essa decisão tão importante sobre a presença digital da sua empresa. E é nisso que este artigo irá ajudar.

Veja abaixo a lista de critérios que você deve levar em consideração ao escolher a melhor hospedagem para o seu site:

1. Tipo de hospedagem

Existem diferentes tipos de hospedagem, cuja escolha deve ter um impacto na sua decisão sobre qual serviço contratar.

É o caso de optar por uma hospedagem compartilhada (mais recomendada para empresas pequenas e sites pessoais), a hospedagem VPS e a hospedagem dedicada (ambas indicadas para quem espera receber mais tráfego).

2. Velocidade

Você precisa de um site veloz se deseja impactar positivamente o público que visita o seu site. Poucas pessoas têm paciência de esperar muito tempo para que as páginas carreguem, então certifique-se de escolher uma hospedagem para o seu site que traga velocidade.

Para isso, basta consultar o representante de vendas do provedor considerado e experimentar a performance dos principais sites que ele hospeda

3. Disponibilidade

Ficar de olho na disponibilidade prometida pelo serviço de hospedagem é outro critério importante para a hora de tomar a sua decisão. Também chamado de uptime, esse critério deve ficar em torno de 99,9%.

Caso essa informação não exista ou o número esteja abaixo do recomendado, talvez seja melhor considerar outra alternativa. Afinal, você não quer que o seu site viva fora do ar, certo?

4. Avaliações de clientes

Não há nada melhor do que depoimentos de quem realmente usa um serviço para atestar a qualidade dele. Procure saber da satisfação dos clientes atuais dos serviços de hospedagem que você está considerando contratar.

Aproveite e consulte o histórico das empresas em portais como o Reclame Aqui. Dessa forma, não só você poderá ver a percepção do público como também de quais formas a empresa responde a ela.

5. Facilidades extras

A maioria dos serviços de hospedagem da atualidade oferecem recursos extras para ganharem a preferência dos consumidores. Eles podem ser decisivos para o sucesso do seu site ou não fazer nenhuma diferença na sua escolha; tudo dependerá das suas necessidades.

Por exemplo, algumas empresas têm um serviço de instalação e manutenção de sistemas como o WordPress ou Joomla. Outra possibilidade é terem um bom número de contas de e-mail disponíveis, serviço de suporte 24 horas, entre outros.

Agora você já sabe como escolher o melhor serviço de hospedagem para o seu site. O próximo passo é avaliar as suas opções levando em conta os critérios deste artigo e, assim, contribuir para o sucesso da sua presença na internet.

Veja a lista de hospedagens de sites que o Guia do Host preparou para você comparar e escolher.

Fique por dentro de mais dicas como essas e saia na frente de seus concorrentes quando o assunto é tecnologia. Cadastre o seu e-mail no blog e receba as nossas novidades de forma instantânea!