5 motivos por que seu site está lento e como resolver

hospeda meu site hospedagem barata
problemas com site lento

Ninguém gosta de esperar. Quanto mais tempo uma página demora para carregar, parece que menos vontade temos de insistir nele, não é? Isso também vale para a maioria dos potenciais visitantes do seu site.

Um site lento tem mais dificuldades para gerar valor à sua empresa. Uma loja virtual, por exemplo, pode perder um grande volume de vendas se os clientes não tiverem paciência para esperar. Velocidade é essencial para atender o seu público, seja lá quem ele for.

Para começar, é sempre importante saber se o problema é com o seu site ou com a sua conexão. Uma forma rápida de fazer esse teste é usando a internet 4G ou 3G do seu celular para acessar o seu site. Se a lentidão persistir, então ele deve estar ocorrendo com todos os seus visitantes.

Quer saber como prosseguir? Então, conheça a seguir os 5 principais motivos por que o seu site está lento e como resolvê-los:

1. Hospedagem ruim

A qualidade do seu serviço de hospedagem tem um impacto direto na performance do seu site. Se ele está lento, o primeiro passo deve ser o de buscar a ajuda do suporte técnico para avaliar se é um problema pontual.

Ao escolher uma hospedagem para o seu site, avaliar a velocidade de carregamento é um dos passos fundamentais. Faça uma comparação com outros serviços e considere uma migração para melhorar a sua performance.

2. Código mal otimizado

Cada vez que um navegador de internet carrega o seu site, ele precisa ler todo o código-fonte das suas páginas. Se ele estiver mal otimizado, exigirá mais tempo para ser completamente carregado. 

Felizmente, existem várias formas de otimizar o seu código. Você pode procurar por funções que não são utilizadas ou scripts que deixam suas páginas mais pesadas. Consulte um desenvolvedor para fazer uma boa limpeza nesse sentido.

3. Imagens pesadas demais

Ter fotos bonitas e nítidas em seu site é uma ótima forma de conquistar seus visitantes. No entanto, tome cuidado para não exagerar. Afinal, imagens com tamanho muito grande tendem a fazer com que o seu site fique lento.

A solução para isso está no uso de compressão para diminuir o peso desses arquivos. Também é válido trabalhar com resoluções que não sejam maiores do que o necessário.

4. Falta de um bom cache

Sites da internet que não utilizam cache tendem a ser mais lentos. Com cache, acessos repetidos não exigem um carregamento completo de todos os seus recursos, como o código e as imagens.

Então, procure por um recurso de cache no seu painel administrativo. Ele armazenará os elementos do seu site para acesso rápido, proporcionando um carregamento mais veloz para seus visitantes.

5. Vírus ou malware

Por fim, outro possível motivo para o seu site estar lento é a presença de vírus e malware. Eles também podem infectar páginas da internet, então é fundamental que você tenha atenção para a proteção dos seus arquivos.

Assim como em um computador, a solução envolve o uso de antivírus. A diferença é que você precisa executá-lo a partir do seu servidor de hospedagem. Consulte o serviço de hospedagem que você utiliza ou um desenvolvedor para auxiliá-lo a resolver o problema, caso necessite.

Ao ficar de olho nesses possíveis motivos para ter um site lento, você poderá aprimorar a performance de carregamento das suas páginas. Isso será essencial para que os seus visitantes naveguem mais e, assim, prefiram fazer negócio com você.

O que é Python?

hospedagem de site e revenda de hospedagem 30 dias grátis - Value Host
aprender e programar em python

Vamos falar de tecnologia? Você alguma vez já se interessou por programação, mas achou que era algo difícil de dominar e acabou por desistir? Precisamos então conversar sobre Python. É uma linguagem de programação que se tornou a queridinha de muitos programadores e um dos grandes atrativos é que com essa linguagem é possível fazer uma tonelada de ações com pouquíssimas linhas de código. E não pense que é um daqueles softwares de arrastar blocos prontos só tendo que clicar em executar. Muito pelo contrário! Python é uma linguagem de programação de verdade com um poderoso arsenal de bibliotecas e uma comunidade de amantes dessa tecnologia empenhados em torná-la muito mais atraente, conhecida e de quebra é muito usada por grandes empresas do Vale do Silício, e do mundo todo, como a Google, que dispensa apresentações, por exemplo.

logomarca python

O nome da linguagem vem de Monty Python que era um grupo de comédia famoso na Inglaterra e que até hoje tem seus fãs espalhados por aí. Portanto se prepare que certamente encontrará algumas referências quando começar a aprender esse dialeto digital tendo que certamente fazer alguns looping ou tomadas de decisões com variáveis nomeadas como “spam”, vocábulo conhecidíssimo de uma das mais clássicas esquetes da trupe inglesa. Guido Van Rossum pode ter concebido a linguagem, mas o sucesso em muito se deve à formação de um grupo de pessoas empenhadas em melhorar o software ajudando a trazer melhorias cada dia mais robustas e que encontrem a aprovação dos seus milhões de usuários pelo mundo afora. E olha que os devs são bem rigorosos a ponto até de criar um termo chamado “Pythonico” que é a maneira mais adequada, nos padrões dos programadores, de elaborar certo código obedecendo diretrizes bem sólidas. Basta digitar import this no ambiente escolhido e verás com seus próprios olhos um Eastern egg que demonstra o nível do que se espera dos programas feitos nele.

Para começar a programar em Python você pode escolher diversas formas. Pode instalar o ambiente em sua máquina local, pode instalar uma distribuição como a Anaconda que vem com diversos pacotes já inclusos ou pode usar a forma mais fácil que é acessar ambientes em nuvem como a do Google Colaboratory no qual você usa um notebook (aplicação web para códigos) e não precisa instalar nadinha e tem muitas bibliotecas já instaladas por padrão. Você só precisará importar bibliotecas realmente mais complexas, mas ainda assim será muito mais tranquilo, acredite. E bastará ter uma conta do Gmail para poder usar o Colab. Não tem custo nenhum. Há outros modelos que não exigem instalação também, pode pesquisar a que gostar mais.

Para quem vem de outra linguagem como PHP, Java ou C# verá que a lógica é a mesma, porém terá que observar que para se transformar em um projeto tão simples e poderoso o Python tem que usar alguns regramentos bem específicos, mas que não são difíceis de se assimilar. Por exemplo: Poucos parênteses são usados como nas mais tradicionais linguagens, ao invés disse se usa muito a indentação (tabulações que separam os trechos de iterações ou decisões). Para se acostumar é fácil, você pega logo o macete.

Por fim vale a pena demonstrar o quanto é fácil e agradável visualmente programar em Python. Se você quiser por exemplo fazer a tabuada do 5 e exibi-la na tela basta apenas esse mínimo esforço de dedos:

for i in range(1,11):
print(i,"X","5=",i*5)


Notou o espaço quase como uma margem ali em cima separando as duas linhas? Pois é, bem-vindo ao Python. Você irá gostar.

O que é Joomla!?

hospedagem de site joomla uol host
o que é joomla

Ser um(a) produtor(a) de conteúdo está em alta e, com isso, não para de crescer o número de usuários que saíram do outro lado do computador para entrar nele. Produzir conteúdo para web é a grande estratégia para debater assuntos importantes, expandir o network e também vender.

Mas o que causa estresse para quem produz conteúdo é passar o seu negócio para um site. Você pode fazer uma pesquisa e contratar um(a) desenvolvedor(a) competente para isso. Mas o que acontece na maioria das vezes é que o site não fica sob seu comando. Então, toda vez que você precisar fazer alguma alteração, vai ter que chamar o profissional de TI para isso.

Por isso, muita gente opta por criar o próprio site. Atualmente é possível colocar seu portal no ar sem complicações e em alguns segundos. O Joomla! foi criado pensando nisso. Quer saber um pouco mais dessa ferramenta de gerenciador de conteúdo? Fique neste artigo.

Posso criar meu site com o Joomla? 

Exatamente, o Joomla! é um CMS (Content Management System) que, nada mais é que um conjunto de funções criadas para facilitar a criação de um site. Essa gama de opções disponibiliza ao usuário uma publicação de conteúdo tranquila sem precisar se preocupar com programação.

Dessa forma, o seu blog é organizado por categoria e você constrói no mecanismo simples de arrastar e soltar.

5 Principais benefícios do Joomla!

Utilize vários template e temas

O que mais agrada o usuário é ter variedades de opções para escolher. O template é responsável por dar a personalidade do seu site. 

A maioria dos temas são pagos, mas ainda assim a oferta de templates gratuitos é muito boa. São templates dos mais diferentes tipos desenvolvidos para você aplicar facilmente ao seu site.

Suporte para diversos idiomas

Aqui não tem problema com o idioma. Se você quer um sistema fácil de usar, elimine as barreiras da comunicação. No Joomla! Você terá suporte totalmente em português. E, caso queira criar a versão do seu site em outro idioma, é possível fazer essa transformação em apenas alguns cliques.

Escalabilidade

Com o tempo, a quantidade de acessos será ainda maior no seu site. E com o Joomla! você consegue criar a quantidade de páginas e conteúdos que desejar, tudo isso sem perder a qualidade e a velocidade de carregamento do site.

Repositório de plug-ins vasto

Não importa qual é o tipo do seu negócio, o Joomla! vai te atender. São mais de 9000 plugins em seu repositório, utilizados para criar redes sociais, blogs, sites de games, classificados, e-commerce, pop ups e muito mais.

Responsivo

Hoje onde a maioria das pessoas usa celular, utilizar uma plataforma responsiva é fundamental. Seu site precisa ser adaptável a qualquer dispositivo para continuar recebendo visitantes interessados. Então, gostou de saber mais sobre esse gerenciador de conteúdo? Fique com a gente para saber mais sobre tecnologia.

O que é PHP: saiba mais sobre a linguagem

instale centenas de scripts e aplicativos facilmente na bravulink
O que é PHP saiba mais sobre a linguagem

Você sabe o que é PHP? A linguagem de programação é uma das mais utilizadas na internet atualmente. 

Mas o que ela vem a ser? Em resumo, podemos dizer que ela é uma linguagem de programação usada por programadores e desenvolvedores na construção de sites dinâmicos.

Além disso, a linguagem também é usada na criação de extensões de integração de aplicações, auxiliando ainda na otimização do desenvolvimento de sistemas. Saiba mais sobre o que é PHP e como ela é empregada na prática

Mas afinal, o que é PHP?

Mas afinal, o que é PHP? A sigla, acrônimo para PHP: Hypertext Preprocessor (Pré-Processador de Hipertexto) é uma linguagem de script open source.

selecionar php na hospedagem hostoo

Em suma, ela é de uso geral, aberto sem restrições legais para qualquer usuário. Assim, não é necessário o pagamento de qualquer licença, por exemplo.

Com isso, o PHP acaba sendo muito utilizado no desenvolvimento web, sendo, por vezes, integrado dentro do HTML. Ou seja, ele é responsável por mesclar comandos, facilitando o trabalho de desenvolvimento.

Dessa forma, o PHP é tido como uma linguagem de script criada para comunicações do lado do servidor. Ela é capaz de lidar com diferentes funções de backend, como:

  • Gerenciamento de arquivos do servidor 
  • Coleta de formulários de dados,
  • Modificação de bases de dados.

Uma das linguagens mais usadas no mercado

Todos os benefícios e facilidade da linguagem fazem do PHP uma das mais usadas no mundo. Do Facebook ao WordPress, são vários os sites e plataformas desenvolvidos com o seu uso.

Da mesma forma, a linguagem e seus recursos trazem diversos outros benefícios, auxiliando, inclusive, no desenvolvimento de plataformas de venda de e-commerce, por exemplo.

Para o Marketing Digital, o PHP é de grande importância, já que, por meio dele, é possível otimizar estratégias de atração de leads e fidelização de clientes.

Por que aprender PHP?

Sendo assim, aprender PHP pode ser uma boa forma de entrar no mercado da programação. Tanto para a criação de sites quanto para o desenvolvimento de sistemas, o aprendizado dessa linguagem pode ser bem importante.

Vale destacar que o WordPress é construído usando PHP. Assim, a linguagem se destaca ainda mais pela relevância que a plataforma de criação de sites e blog tem.

Por meio da linguagem script server-side PHP, você pode criar e modificar plugins e temas, ou até mesmo criar sites e aplicações para serem usadas nele.

Os benefícios do PHP 

Mas agora que você já sabe o que é PHP, ainda podemos citar alguns dos benefícios que essa linguagem da programação apresenta.

Em resumo, ela se destacar pelos seguintes motivos:

  • Facilidade de aprender e aplicar no desenvolvimento;
  • Baixo custo de aplicação e de aprendizado;
  • Integração com uma grande base de dados, como MySQL, Oracle, DB2;
  • Grande comunidade de programadores em fóruns e blogs;
  • Amplamente utilizada em todo o mercado – 79% de todos os sites criados usam PHP.

Entender o que é PHP e aprender essa linguagem certamente vão te dar uma vantagem no mercado de trabalho, tendo em vista o aumento da demanda por profissionais qualificados.

Fora isso, você certamente já percebeu todos os motivos para aprender mais sobre uma das linguagens mais utilizadas na internet, não é mesmo?

Redirecione seu site facilmente através de código

E-Consulters

Existem várias formas de redirecionar um site, e logo abaixo você pode encontrar alguns exemplos. Neles você deve substituir https://seusite pelo endereço de destino. Convido-os também para compartilhar outras opções nos comentários.

Para quem não conhece muito de desenvolvimento pode editar os arquivos facilmente através do gerenciador de arquivos de sua hospedagem de site.

Javascript – Deverá ser colocado depois da tag <head> da página que deseja redirecionar.

<script>
window.location.href = 'https://seusite';
</script>

PHP – O código deve ser colocado no início da página a ser redirecionada.

<?php

header("Location: https://seusite");

?>

Metatag – Insira este código na página que deseja redirecionar. Para redirecionar automaticamente para o destino basta substituir https://seusite pelo endereço desejado. Para que o redirecionamento seja realizado um tempo depois, substitua o “0” pela quantidade de segundos que o visitante aguardará até ser redirecionado.

<meta http-equiv="refresh" content="0;
URL=https://seusite" />

ASP – Adicione o código abaixo no arquivo da página que deseja redirecionar.

<% Response.Redirect("https://seusite")
%>

.htaccess – Adicione este código no arquivo .htaccess presente no diretório principal do site. Isso fará todo acesso ao site ser direcionado para outro endereço.

Redirect 301 / https://seusite

Controle acesso de IPs ao seu site pelo .htaccess

Hospeda Meu Site

Em alguns momentos é necessário bloquear ou liberar o acesso ao seu site ou pasta específica de seu site para alguns IPs, por exemplo para evitar ataques de IPs de determinados países onde não possuí público para sua página, para proteger uma área de seu site que pode ser acessada apenas através de seu IP, dentre outras possibilidades.

Para realizar o bloqueio é bem simples, basta adicionar o seguinte conteúdo no arquivo .htaccess de seu site ou de alguma pasta que deseja controlar o acesso. Poderá criar um arquivo .htaccess caso não exista um para seu site ou pasta que deseja bloquear.

order allow,deny
allow from all
deny from 111.111.1.111

* O IP bloqueado neste caso é 111.111.1.111

Pode bloquear mais de um IP facilmente também, veja o exemplo abaixo:

order allow,deny
allow from all
deny from 111.111.1.111
deny from 111.222.2.222

Também tem como liberar o acesso apenas para um IP e bloquear para os demais:

order deny,allow
deny from all
allow from 111.111.1.111

* Apenas o IP 111.111.1.111 terá acesso a visualização do site.

Qual a diferença entre uma hospedagem Linux e Windows?

Atualmente as empresas de hospedagem oferecem planos em dois tipos de servidor, Linux ou Windows, sendo que algumas empresas oferecem apenas planos em servidor Linux.

O motivo das pessoas escolherem a hospedagem Linux é devido a maioria dos sistemas e sites serem desenvolvidos em linguagem PHP, que funciona muito bem em hospedagens Linux. Além disso este sistema operacional garante mais segurança e agilidade na abertura dos sites.

O servidor Windows também pode suportar o PHP, apesar de não rodar tão bem este tipo de arquivo, além disso é considerado mais complexo para trabalhar ou prestar suporte. A hospedagem em servidor Windows é extremamente recomendada para sites que utilizam a linguagem de programação ASP, além de outras linguagens que funcionam apenas em Windows.

Os planos em servidor Linux normalmente acompanham o painel de controle cPanel, DirectAdmin ou algum outro painel desenvolvido e oferecido pela própria empresa de hospedagem. O Banco de Dados MySQL é o mais comum de encontrar em uma hospedagem Linux, mas também podem ser disponibilizados outros tipos de Banco de Dados.

Nos planos Windows também é possível ter o MySQL. Outro Banco de Dados muito comum neste tipo de plano é o SQL Server. O painel que costuma acompanhar a hospedagem Windows é o Plesk.

Para os iniciantes em hospedagem de sites é bom ressaltar que não faz diferença o sistema operacional que utiliza em seu computador, se é Windows ou Linux, o que importa neste caso é a linguagem de programação que irá utilizar para criar o site, se for PHP dê preferência para o Linux e no caso de ASP dê preferência para o Windows.